Alimentos para a beleza

Uma pele bonita, com aspecto saudável e marcas de expressão compatíveis com sua idade real é o desejo de todas as mulheres. E não param de surgir tratamentos e produtos com essa promessa de rejuvenescimento. É bom poder contar com a ciência a favor da nossa beleza, mas melhor ainda é saber que dá para frear a ação do tempo e conseguir uma aparência jovem por mais tempo apenas prestando atenção ao que a gente come. Para quem não abre mão de recorrer às tecnologia estética, vale saber que uma dieta equilibrada, que contemple alimentos amigos da beleza, ajuda a regenerar os tecidos e potencializar o efeito de tratamentos e cosméticos faciais.

beleza

Veja os 8 alimentos que valem por um tratamento estético, conheça o cardápio rejuvenescedor.

Acerola

É riquíssima em vitamina C, nutriente que contribui para a formação de dois aliados da beleza: o colágeno e a elastina. O primeiro mantém a firmeza da pele enquanto a elastina ajuda a pele a voltar à sua forma original depois de ter sido esticada. Como o corpo precisa de ambos, crie o hábito de ingerir duas acerolas ou uma laranja diariamente. O suco das frutas deve ser consumidos assim que preparados, pois a vitamina C se degrada rapidamente em contato com o ar.

Castanhas

A protagonista da castanha-do-pará é a vitamina E, outro nutriente que também tem efeito antioxidante. Ela é capaz de manter a pele jovem e viçosa e, de quebra, protege a saúde do coração. Como a castanha é bastante calórica, a nutricionista aconselha moderação no consumo. Duas unidades por dia ou um mix formado por uma castanha, uma noz e uma amêndoa, que contam com o mesmo efeito pró-beleza, são suficientes.

Chá verde

Os polifenóis, presentes em grande quantidade nas folhas desse chá, são compostos antioxidantes famosos pela faxina que promovem no organismo, mandando embora as toxinas e os radicais livres. Como esses dois vilões costumam apagar a beleza da pele e abrir caminho para manchas e rugas, é recomendado beber 3 ou 4 xícaras por dia. Mas fuja das versões industrializadas, em lata ou caixinha, que tendem a conter doses pequenas de antioxidantes (contra grandes quantidades de conservantes e açúcar, na maioria das vezes).

Folhas verde-escuras

Espinafre, couve, brócolis e repolho também saem na frente no quesito ação antioxidante. Para evitar a oxidação das células e o envelhecimento da pele antes da hora, a dica é consumir dois pratos de sobremesa por dia. Na hora da compra, escolha o espinafre que estiver mais próximo da luz – segundo um estudo publicado no Journal of Agricultural and Food Chemistry, as folhas iluminadas preservam mais as vitaminas C, K, E e folato.

Iogurte

Se você escolher aqueles abastecidos de lactobacilos, o intestino e a pele irão agradecer. Essas bactérias probióticas reforçam a imunidade da pele, evitando, por exemplo, a formação de manchas após exposição prolongada ao sol. O ideal é optar pelos iogurtes com lactocibacilos paracasei e johnsonii e garantir uma porção duas vezes na semana.

Melão cantaloupe

O tom alaranjado da fruta indica que ela é rica em betacaroteno, outro composto antioxidante que exerce a função fotoprotetora. Além de barrar a ação nociva da radiação solar, a fruta é rica em vitamina A, que reforça as defesas cutâneas. Procure comer uma fatia ao dia e alterne com uma cenoura, dois damascos secos ou duas colheres de abóbora cozida, que também são fontes de betacaroteno.

Soja

Com ação semelhante à do estrogênio, o hormônio produzido pelo organismo feminino, as isoflavonas da soja estimulam a renovação celular. O resultado é que as rugas demoram a aparecer, a pele fica mais hidratada, a textura melhora e ainda é possível prevenir manchas e ressecamento. A dica é consumir de 25 g de proteína de soja por dia, o equivalente a ½ xícara (chá). Vale também, segundo ela, incluir na dieta alimentos como tofu e missô, queijo e pasta de soja, respectivamente, e bastante versáteis na cozinha.

Tomate

O licopeno, que dá a cor avermelhada à fruta, tem o poder de defender a pele contra os raios do sol. Ele protege as fibras de colágeno e contribui para a renovação celular. O ideal é saborear um tomate pequeno maduro, pelo menos três vezes por semana, com um pouco de azeite de oliva – importante para melhorar a absorção do licopeno.

Fonte: Sua Corrida

Anúncios

<3

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: